“RODAS EM REDE”: O DIÁLOGO COMO ALTERNATIVA TEÓRICO-EPISTEMOLÓGICA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOLA CIDADÃ

Elder dos Santos Azevedo

Resumo


“RODAS EM REDE” – O DIÁLOGO COMO ALTERNATIVA TEÓRICO-EPISTEMOLÓGICA PARA A CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOLA CIDADÃ.

 RESUMO: O presente artigo é um excerto da tese de doutorando que está em curso e por isso, apresenta uma discussão inicial acerca da assunção de sujeitos políticos coletivos (COUTINHO, 1979) numa escola pública do campo para construção através do diálogo (FREIRE, 2005) de uma escola como bem social público, com organização democrática e com plena participação das famílias. Para tal, procuro compreender o contexto sócio-histórico da tentativa de construção dessa Escola Cidadã, pois nossa herança colonial materializada nas implicações da Colonialidade do poder (QUIJANO, 2002, 2005, 2010) vem muitas vezes tem impedido a articulação de diferentes sujeitos da escola para a construção e vivência das ideias de democracia, cidadania e qualidade fora do padrão moderno/colonial de poder. Por isso é imprescindível o diálogo com as famílias dos meios populares que encontraram diversos caminhos para estar presentes no cotidiano escolar tendo sua voz, angústias e anseios ouvidos, e sendo ouvidos passam para o próximo passo que é dialético e que requer discussões e negociações com a gestão escolar, que nesse contexto, acaba por ocupar um duplo papel, o de conduzir a escola e ser representação da Secretaria Municipal de Educação naquela comunidade.

PALAVRAS-CHAVE: Democracia; Qualidade da/na educação; Participação das famílias; Educação do campo.

 

"WHEELS IN NETWORK" - THE DIALOGUE AS A THEORETICAL-EPISTEMOLOGICAL ALTERNATIVE FOR THE CONSTRUCTION OF A CITIZEN SCHOOL.

 Abstract: This article is an excerpt from the doctoral thesis that is under way and therefore presents an initial discussion about the assumption of collective political subjects (COUTINHO, 1979) in a public school of the field for construction through dialogue (FREIRE, 2005 ) Of a school as a social public good, with democratic organization and with the full participation of families. To that end, I try to understand the socio-historical context of the attempt to construct this Citizen School, since our colonial heritage materialized in the implications of the Coloniality of power (QUIJANO, 2002, 2005, 2010) has often prevented the articulation of different subjects of the school For the construction and living of ideas of democracy, citizenship and quality outside the modern / colonial pattern of power. That is why it is essential to dialogue with the families of the popular media who have found different ways to be present in the daily life of the school, having their voices, anxieties and longings heard, and being listened to, move to the next step that is dialectical and requires discussions and negotiations with School management, which in this context ends up playing a dual role, that of leading the school and being a representation of the Municipal Education Department in that community.

Key words: Democracy; Quality of education; Family participation; Education of the field.

 

"RUEDAS EN RED" - EL DIÁLOGO COMO ALTERNATIVA TEÓRICO-EPISTEMOLÓGICA PARA LA CONSTRUCCIÓN DE UNA ESCUELA CIUDADANA.

 Resumen: El presente artículo es un extracto de la tesis de doctorando que está en curso y por ello, presenta una discusión inicial acerca de la asunción de sujetos políticos colectivos (COUTINHO, 1979) en una escuela pública del campo para la construcción a través del diálogo (FREIRE, 2005 De una escuela como bien social público, con organización democrática y con plena participación de las familias. Para ello, procuro comprender el contexto socio-histórico del intento de construcción de esa Escuela Ciudadana, pues nuestra herencia colonial materializada en las implicaciones de la Colonialidad del poder (QUIJANO, 2002, 2005, 2010) viene muchas veces ha impedido la articulación de diferentes sujetos de la escuela Para la construcción y vivencia de las ideas de democracia, ciudadanía y calidad fuera del patrón moderno / colonial de poder. Por eso es imprescindible el diálogo con las familias de los medios populares que han encontrado diversos caminos para estar presentes en el cotidiano escolar teniendo su voz, angustias y anhelos oídos, y siendo oídos pasan al siguiente paso que es dialéctico y que requiere discusiones y negociaciones con la sociedad Que en ese contexto, acaba por ocupar un doble papel, el de conducir la escuela y ser representación de la Secretaría Municipal de Educación en aquella comunidad.

Palabras clave: Democracia; Calidad de la educación; Participación de las familias; Educación del campo.

 


Palavras-chave


Democracia; Qualidade da/na educação; Participação das famílias; Educação do campo

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Nilda. Decifrando o pergaminho – o cotidiano das escolas nas lógicas das redes cotidianas. In: OLIVEIRA, I. B.; ALVES, N. (Orgs.). Pesquisa no/do cotidiano das escolas sobre redes de saberes. Rio de Janeiro: DP&A, 2001, p.13-38.

___________ ; GARCIA, Regina Leite. A. Conversa sobre pesquisa. In: ESTEBAN, M. T.; ZACCUR, E. (Orgs.). Professora pesquisadora: uma práxis em construção. Rio de Janeiro: DP&A, 2002, p. 97-117.

BARBIER, René. A escuta sensível na abordagem transversal. In: BARBOSA, Joaquim (Coord.). Multirreferencialidade nas ciências e na educação. São Carlos: Editora da UFSCar, 1998, p. 168-199.

BASTOS, João Baptista. Gestão democrática da educação e da escola pública em práticas quotidianas: questões teóricas e metodológicas da pesquisa. In: GARCIA, R. L.; SERRALHEIRO, J. P. (Orgs.). Afinal onde está a escola? Porto: Profedições, 2005, p.29-50.

COUTINHO, Carlos Nelson. A democracia como valor universal. Encontros com a Civilização Brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, v. 9, p. 33-47, 1979.

Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/49636615/A-Democracia-como-Valor-Universal ou https://www.marxists.org/portugues/coutinho/1979/mes/democracia.htm

COUTINHO, Carlos Nelson. O Estado Brasileiro: gênese, crise, alternativas. In: LIMA, J. C. F. e NEVES, L. M. W. (Orgs.) Fundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2006, p.173-200.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 48ª reimp. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

LEFORT, Claude. A questão da democracia. In: Pensando o político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 1991, p. 23-36.

LIMA, Licínio C. Organização escolar e democracia radical: Paulo Freire e a governação democrática da escola pública. 4 ed. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2009.

MOTA NETO, João Colares da. Por uma Pedagogia Decolonial na América Latina: reflexões em torno do pensamento de Paulo Freire e Orlando Fals Borda. Curitiba: CRV, 2016.

OLIVEIRA, Inês Barbosa. Currículo e processo de aprendizagemensino: Políticaspráticas educacionais cotidianas. In: Currículo sem Fronteiras, v. 13, n. 3, p. 375-391, set./dez. 2013

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade, poder, globalização e democracia. In: Novos Rumos. Ano 17, nº 37, 2002. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia/arquivos/File/conteudo/veiculos_de_comunicacao/NOR/NOR0237/NOR0237_02.PDF. Acessado em março de 2011.

__________. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.) A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Colección Sur Sur, CLACSO, Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Argentina. Set. 2005, p. 227-278.

__________. Dom Quixote e os moinhos de ventos na América Latina. In: Dossiê América Latina. Estudos Avançados19(55), 2005.

__________. Colonialidade do poder e classificação social. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M.P. (Orgs). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010, p. 84-130.

WARSCHAUER, Cecília. Rodas em rede: oportunidades formativas na escola e fora dela. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA COMMUNITAS

Revista Communitas é uma publicação eletrônica do Grupo de Pesquisas em Memórias, Identidades, Currículos e Culturas, do Centro de Educação e Letras no Campus Floresta de Cruzeiro do Sul da Universidade Federal do Acre. 

Contato: communitas.revista@ufac.br

 

  Licença Creative Commons Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

Apoio: