GÊNERO E SEXUALIDADE: MAPEANDO AS COMPOSIÇÕES COTIDIANAS DE UMA ESCOLA

Heloisa Raimunda Herneck, Mariana Gonçalves Esper Turnes, Jairo Barduni Filho

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo compreender as relações entre gênero, sexualidade e as dificuldades e obstáculos enfrentados pelos sujeitos que compõem um ambiente escolar bem como observar a reprodução dos papéis sociais de gênero na turma do Ensino Fundamental com alunos de nove e dez anos em uma escola rural da cidade de Viçosa – MG. Para análise utilizamos os estudos realizados por Foucault (1988) e pesquisadores ligados a estudos com os cotidianos escolares, como Ferraço (1998). Percebemos que as relações entre os alunos e a forma como as professoras lidam com as manifestações da sexualidade infantil são abordadas de forma a reproduzir ações consideradas sexistas e que reforçam o preconceito em relação ao gênero indicando uma lacuna de formação inicial e continuada no assunto. 


Palavras-chave


Gênero e Sexualidade, Cotidiano Escolar, Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Comitê Nacional de Educação em Direitos Humanos - Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humano. Ministério da Educação, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/orientacao.pdf. Acesso em: 07 jul. 2016, 1998b.

BUTLER, J. Corpos que pesam. In: LOURO, Guacira. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

CERTEAU, Michel: A invenção do cotidiano: I. Artes de fazer; tradução de Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

DELEUZE, G.; GUATARRI, F. Introdução: rizoma. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995, v, cap. 1, p. 11-37.

PROFESSOR PAULO MÁRIO DEL GIÚDICE. Projeto Político Pedagógico. Escola Municipal Professor Paulo Mário Del Giúdice. 2016.

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Pesquisar com o cotidiano. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 28, n.98, p.73-95, jan./abr. 2007. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br

FERRAÇO, Carlos Eduardo. Currículo, formação continuada de professores e cotidiano escolar: fragmentos de complexidade das redes vividas. In: _______ (org). Cotidiano escolar, formação de professores (as) e currículo. 2º Ed. São Paulo: Cortez, 2008. (Série cultura, memória e currículo, v.6).

FOUCAULT, M., História da sexualidade: A vontade de saber. 13ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FRANÇA, F. F; CALSA, G. C. As contribuições dos estudos de gênero e sexualidade no cotidiano escolar dos docentes. Disponível em: http://www.fazendogenero.ufsc.br/8/sts/ST40/Franca-Calsa_40.pdf. Acesso em: 14 maio 2016.

_______, G. L. Pedagogias da Sexualidade. In: ______. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

PAULON, M. S; ROMAGNOLI, R. C. Pesquisa-Intervenção e cartografia: Melindres e meandros metodológicos. Rio de Janeiro, 2010.

RIBEIRO, A. L. Homofobia: a percepção do professor mediante essa prática no ambiente escolar. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Educação para Diversidade e Cidadania) - Universidade Federal de Goiás. 2012. Disponível em: http://www.jk.edu.br/arquivos/downloads/artigo-homofobia-1-01615128.pdf. Acesso em: 07 jul. 2016.

ROLNIK, S. Cartografia sentimental da América: produção do desejo na era da cultura industrial. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 1987.

SILVA, T. T. Documentos de Identidade: Uma Introdução às Teorias de Currículo. 2 ed., Belo Horizonte: Autêntica. 2004. p. 91-97

SOUZA, E. Q. SANTOS, P. J. Práticas sexistas na Educação Infantil: Uma questão de gênero. In: Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer - Goiânia, vol.6, N.11; 2010. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2010c/praticas%20sexistas.pdf. Acesso em: 13 maio 2016.

SOUZA, F. C. Meninos e meninas na escola: um encontro possível? Porto Alegre: Zouk, 2006.

VASQUEZ, A.S. Filosofia da Práxis. 2º edição. Rio de Janeiro, Editora Paz e Terra, 1968.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA COMMUNITAS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

     Licença Creative Commons Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

REVISTA COMMUNITAS - ISSN: 2526-5970 - Publicação Semestral do Grupo de Pesquisas em Memórias, Identidades, Currículos e Culturas vinculado ao Centro de Educação e Letras da Universidade Federal do Acre.