UM BRASILEIRO EM TERRAS IORUBAS

Israel Valente

Resumo


As formas de resistências que os seres humanos desenvolvem são imemoriais. Entretanto, a própria ação de oferecer, as forcas exógenas ao nosso meio são muitas vezes sutis e demandam alguma “prepararão”, para que os não iniciados compreendam o que esta lá explicito, a resistência.  Ler estas palavras não escritas, mas muitas vezes implícitas, requer, primeiro a vontade de saber, pois já se busca uma resposta não tão óbvia. Contudo, ocorre, muitas vezes, outro problema na tentativa der “ver” a resistência. Por estar tão obviamente exposta, já não é notada; por ser tão grande, já não se pode ver pois está em todos os lados, em todas as direções, nos perfurando. Como fruto de uma viagem, estas colagens foram feitas durante um período de viagem de investigação na Nigéria. Tento reler imagens repletas de significados que mostram as diferentes facetas das formas de resistir a um mundo que muitas vezes nos impõe normas culturais, religiosas e econômicas desiguais ou simplesmente forasteiras.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA COMMUNITAS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

     Licença Creative Commons Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

REVISTA COMMUNITAS - ISSN: 2526-5970 - Publicação Semestral do Grupo de Pesquisas em Memórias, Identidades, Currículos e Culturas vinculado ao Centro de Educação e Letras da Universidade Federal do Acre.