LITERATURA E RESISTÊNCIA NO BRASIL HOJE

Regina Dalcastagnè

Resumo


Intervenção na mesa “Artes e Revolução”, no XV Congresso Internacional da ABRALIC, na UERJ, Rio de Janeiro, no dia 9 de agosto de 2017.


Texto completo:

PDF

Referências


ALEIXO, Ricardo, Impossível como nunca ter tido um rosto. Belo Horizonte: Edição do autor, 2015.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Trad. de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand, s.d. [1989].

BOURDIEU, Pierre (1998). La domination masculine. Paris: Seuil.

DALCASTAGNÈ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contestado. Rio de Janeiro/Vinhedo: Editora da UERJ/Horizonte, 2012.

DALCASTAGNÈ, Regina. Representación y resistencia en la literatura brasileña contemporánea. Buenos Aires: Biblos, 2015.

LINS, Osman. Avalovara. São Paulo: Melhoramentos, 1973.

SARTRE, Jean-Paul. O que é a literatura? Trad. de Carlos Felipe Moisés. São Paulo: Ática, 1989 [1948].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 REVISTA COMMUNITAS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

     Licença Creative Commons Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

REVISTA COMMUNITAS - ISSN: 2526-5970 - Publicação Semestral do Grupo de Pesquisas em Memórias, Identidades, Currículos e Culturas vinculado ao Centro de Educação e Letras da Universidade Federal do Acre.