ESPAÇOS DISCURSIVOS ENTRE PROFESSORES E ALUNOS: POR UMA ALFABETIZAÇÃO DIALÓGICA

Ludmila Thomé Andrade

Resumo


Temos apostado em pensar as inovações escolares que propomos aos professores, especialmente em termos de alfabetização e de linguagem, de ensino de língua escrita, abrangendo os momentos de leitura, produção escrita, oralidade e análise linguística, a partir da voz docente, como mecanismo de aprofundamento do olhar de pesquisa sobre o ensino da língua portuguesa. A pesquisa formação que desenvolvemos, longitudinalmente, permite-nos constatar que na formação continuada que implementamos temos formado professores autores que se alçam facilmente e por este mesmo mecanismo de subjetivação, à posição de formadores. Apresentamos princípios norteadores de um ensino da língua escrita que tem sido validado por professores, dentro de um quadro dialógico de formação e pesquisa. Os princípios propostos gestam-se a partir de convívio intenso com os professores, ao nos dar sua escuta, trazendo como resposta as narrativas de sua prática, na qual tais princípios têm produzido efeitos na prática da sala de aula.


Palavras-chave


Ensino da Língua Escrita; Alfabetização; Didática da Língua Portuguesa; Língua como Discurso

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, M. O pesquisador e seu outro Bakhtin nas Ciências humanas São Paulo, Musa, 2001.

AUTHIER-REVUZ, J. Palavras Incertas As não coincidências do dizer Campinas, SP Editora da Unicamp, 1998

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal São Paulo: Martins Fontes, 2003

BAKHTIN, M./ Voloshinov Marxismo e Filosofia da Linguagem Hucitec, 1977

GERALDI, J. W. A Aula como acontecimento São Carlos, SP, Pedro e João, 2010


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 REVISTA COMMUNITAS

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

     Licença Creative Commons Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

REVISTA COMMUNITAS - ISSN: 2526-5970 - Publicação Semestral do Grupo de Pesquisas em Memórias, Identidades, Currículos e Culturas vinculado ao Centro de Educação e Letras da Universidade Federal do Acre.