O “EL-DOURADO VERDE”: A GUERRA DO ACRE.

Carlos José Farias Pontes

Resumo


O presente artigo descreve o período histórico denominado Revolução Acreana, abordando acontecimentos históricos que vão dede os primeiros acordos entre Portugal e Espanha até a assinatura definitiva, entre Brasil e Bolívia, que finalizou a querela internacional entre as duas nações sul-americanas e tornou o Acre um território definitivamente brasileiro. Os escritos, as leis e os mapas internacionais deixavam evidente que a região acreana, área rica em Hevea brasiliensis e denominada Aquiry pelos seus primeiros habitantes, pertencia inicialmente à Espanha, levando em consideração os efeitos do Tratado de Tordesilhas; depois à Bolívia, pela validade do Tratado de Ayacucho e, após o período de uma guerra com muitos interesses econômicos envolvidos, passa a pertencer ao Brasil, através da assinatura do Tratado de Petrópolis.


Texto completo:

PDF

Referências


TULUX, Bruno Mendes. A defesa do oeste colonial no contexto da segunda metade do século XVIII – O sul da capitania de Matto Grosso. Mneme – Revista de Humanidades. V. 9, n. 24. Caicó: UFRN, Set./out. 2008. Disponível em www.cerescaico.ufrn.br/mneme/anais/. Capturado em 30/10/2015.

GÓES, Synésio Sampaio. Alexandre de Gusmão e o Tratado de Madrid. Revista OCEANOS – a formação territorial do Brasil. Lisboa: Núm. 40, Outubro/Dezembro de 1999.

CHAVES, Otávio Ribeiro. AMÉRICA PORTUGUESA: DO TRATADO DE MADRI AO TRATADO DE SANTO ILDEFONSO (PORTUGUESE AMERICA: FROM THE MADRID TREATY TO THE SANTO ILDEFONSO TREATY). Universidade Estadual de Mato Grosso. Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, vol. 7, n. 2, jul.-dez., 2014

GIRALDO, Manuel Lucena. Reformar as florestas: o tratado de 1777 e as demarcações entre a América espanhola e a América portuguesa. Revista OCEANOS – a formação territorial do Brasil. Lisboa: Núm. 40, Outubro/Dezembro de 1999.

SOUZA. Carlo Alberto Alves. História do Acre: novos temas, nova abordagem. Rio Branco: Carlo Alberto Alves de Souza. Ed. 2002.

PONTES, Carlos. História do Acre para o Ensino Médio.

TOCANTINS, Leandro: Formação histórica do Acre. 4. Edição- Brasília: Senado Federal, 2001.

SILVA, Raquel Diomara; ALBUQUERQUE, Olga Miriam Alves Pereira. A CHAMADA REVOLUÇÃO ACREANA.

PARAVICINI, José. Relatório apresentado ao Supremo governo sobre a dupla missão que desempenhou de Ministro Plenpotenciário no Brasil e delegado Nacional nos territórios do Acre. Petrópolis: Type. De Pap. Jeronymo, 1900.

BEZERRA, Maria José.

CALIXTO, Valdir de Oliveira.

BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. O Barão de Rothschild e a questão do Acre. Rev. Bras. Polít. Int. 43 (2): 150-169. 2000.

CASTRO, Genesco. O Estado Independente do Acre. 1930.

ANDRADE, José H. Fischel de; LIMOEIRO, Danilo. Rui Barbosa e a política externa brasileira: considerações sobre a Questão Acreana e o Tratado de Petrópolis (1903). Rev. Bras. Polít. Int. 46 (1): 94-117. 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-4821